quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Hidrolândia receberá verba federal

34 municípios cearenses serão beneficiados com Sistemas Simplificados de Abastecimento de Água (SSAA) do Programa Água para Todos. A Associação dos Prefeitos do Ceará (Aprece) mobilizou os 34 municípios para a participação na oficina técnica sobre a execução dos projetos. Cada município receberá quatro sistemas e recursos de R$ 510 mil para elaboração e execução dos projetos em suas comunidades. Cerca de 200 famílias em cada município serão assistidas com abastecimento de água pelos sistemas, que posteriormente podem ser ampliados pela própria Prefeitura a fim de garantir água para mais comunidades.
A implantação dos sistemas será realizada através do convênio entre o Ministério da Integração Nacional, representado pelo Dnocs e as Prefeituras Municipais. A capacitação aconteceu ontem, no auditório da Aprece, entidade parceira na iniciativa federal.
A oficina tem por finalidade capacitar os responsáveis municipais em relação ao processo de execução e acompanhamento do projeto técnico. Os municípios são: Aiuaba, Antonina do Norte, Assaré, Aurora, Barro, Brejo Santo, Campos Sales, Canindé, Capistrano, Caridade, Hidrolândia, Ibaretama, Itapiúna, Itatira, Jardim, Lavras da Mangabeira, Milhã, Missão Velha, Mombaça, Morada Nova, Novo Oriente, Ocara, Pentecoste, Piquet Carneiro, Quiterianópolis, Quixadá, Salitre, Santa Quitéria, Santana do Cariri, Senador Pompeu, Sobral, Tabuleiro do Norte, Tauá e Umari.

Benefícios

Na avaliação da Aprece, a iniciativa trará grandes benefícios para os municípios e população, tanto no aspecto do abastecimento de água como no aspecto econômico. "Há muita dificuldade de água no Estado e ainda não temos confirmação de inverno. Esses projetos são muito importantes para abastecer as comunidades e aliviar o problema. Contribuem também com a geração de empregos e o bem fica na comunidade", destaca Expedito José do Nascimento, prefeito de Piquet Carneiro e vice-presidente da Aprece.
Segundo Nascimento, com a capacitação, a entidade faz a mediação entre os municípios e o Dnocs, órgão que repassará os recursos para as Prefeituras. "Os municípios precisam da capacitação para planejar e executar bem os projetos, bem como os recursos, que são limitados", frisa.
Segundo a entidade, desde novembro os projetos estão sendo trabalhados nos municípios.
Alguns encontram dificuldades na localização de fontes de água devido à forte seca, que castiga os municípios nos últimos três anos. As definições acerca das comunidades beneficiadas nos 34 municípios são realizadas por um comitê municipal, formado por membros da gestão municipal e representantes comunitários.
O fato de o recurso ser liberado diretamente para os municípios é considerado relevante para os gestores, que veem a possibilidade de maior agilidade no processo. A oficina também é destacada como fator importante no andamento dos projetos e resolução por parte das Prefeituras Municipais.
Para o Dnocs, com representante presente também na oficina realizada ontem na Aprece, o evento auxilia os gestores no desenvolvimento da parte técnica dos projetos.
"A ação amenizará os efeitos da seca nesses municípios e a capacitação auxilia aos municípios na elaboração, execução dos projetos para atenderem da melhor forma as comunidades", salienta Wesley Puskas, assessor da Diretoria Geral do órgão.

Fonte: Hidrolândia 24 Horas

Nenhum comentário:

Postar um comentário