sábado, 10 de maio de 2014


Não julgue...

“Temos duas bananas para o café da manhã”, eu disse, levantando-as “Uma está totalmente marrom e a outra parece perfeita, amarelinha”. “Tudo bem”, disse minha esposa; “jogue fora a marrom e dividiremos a outra”. “Mas a que tem má aparência pode estar boa por dentro. Está mais madura, por isso talvez tenha um sabor melhor”.
Quando descascamos as bananas para colocá-las em nosso cereal, descobrimos que a marrom estava perfeita por dentro, e a amarela, completamente podre. “Isso só mostra quão facilmente podemos nos enganar com as aparências!”, disse minha esposa.
Quando conhecemos as pessoas, não sabemos nada sobre elas, seus problemas ou as doenças que possam ter. Podemos decidir que gostamos ou não delas baseados em nossa primeira impressão.
Quando me sentir tentado a julgar as pessoas, espero me lembrar das bananas e perceber que não posso saber o que há dentro de outra pessoa. Talvez então, eu possa deixar o julgamento somente para Deus.

10
de maio de 2014
Dr. Antonio Branco

Nenhum comentário:

Postar um comentário